A influência positiva de Stefano

26/09/2019 | Histórias | 0 Comentários

Alegre e maroto, menino ensina a família que basta um sorriso para ser feliz

Hoje vamos contar a história de mais um participante da nossa exposição Meu Super Herói. Stefano é uma das sete crianças e adolescentes com TEA que foram retratadas na exposição criada para homenagear o Dia Mundial do Autismo. Stefano é um super-herói pré-adolescente, que adora assistir vídeos nas plataformas digitais, andar a cavalo e tem verdadeira paixão por aviões.

Seus pais, Sandra e Leonardo, acreditam que o poder especial do filho de 11 anos é a Super Influência. Alegre e maroto, Stefano transforma o ambiente em que está para melhor. “Não tem uma pessoa tenha trabalhado com ele, seja professor, psicólogo, ou acompanhante, que não tenha dito o quanto foi feliz e gratificante trabalhar com ele”, conta a mãe Sandra, que teve a sua própria trajetória profissional impactada pelo filho. “Eu sou Promotora de Justiça e hoje eu trabalho na área de pessoa com deficiência. A escolha desta área veio do aprendizado que tenho com ele, porque ele me ensina todos os dias a importância desse trabalho”, complementa.

Assim como muitas famílias, Sandra e Leonardo enfrentaram muita angústia até a confirmação do diagnóstico quando o filho tinha 2 anos e meio. Naquela época, as informações sobre TEA eram muito escassas, mesmo na internet. Sandra lembra que se aproximou de instituições em busca de dicas e orientações sobre como lidar com o comportamento autista. A preocupação inicial era com a socialização, e o menino começou a terapia comportamental de imediato.

Aos 11, Stefano faz treino de habilidade social

Hoje, Stefano segue fazendo terapia comportamental, além de fono, terapia ocupacional e terapia sensorial. Sua rotina também inclui uma professora particular todos os dias para auxiliar na parte pedagógica, uma visita semanal à psicopedagoga e treino de habilidade social para melhorar a comunicação com os colegas pré-adolescentes.

“Eu e meu marido sempre quisemos ter filhos. Não importa como ele seja, nós fazemos de tudo para que ele, tenha recursos, instrumentos, para que possa viver nesse mundo que é difícil pra todos, mas que ele seja feliz, respeitado e autônomo”, conta Sandra.

Entre os interesses de Stefano, estão os cavalos e os aviões. A família costuma passear perto do aeroporto para ver as aeronaves  e comprar aviõezinhos. Para o pais Sandra e Leandro, ele ensina todos os dias que não é preciso muito para ser feliz. “É assim que ele nos ensina, com um olhar, com um gesto. Passa pra nós que para ser feliz você não precisa de muito, é isso, um sorriso, um pão de queijo”, finaliza Sandra.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *