O que são os marcos de desenvolvimento infantil?

11/02/2020Diagnóstico0 Comentários

Campanha americana informa sobre os comportamentos esperados em cada fase da infância

Em novembro passado, o Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) lançou a última atualização da campanha Milestones Matter! (Marcos importam, em tradução livre). A ação da agência de saúde pública americana incentiva familiares e cuidadores a aprender sobre os marcos de desenvolvimento infantil e os sinais do TEA, para poderem buscar ajuda o mais rápido possível no caso de comportamentos atípicos.

Como explicado pelo Dr José Luiz Egydio Setúbal em seu texto sobre tratamento precoce, quanto mais cedo forem identificadas quaisquer dificuldades, maiores são as chances da criança ter uma assistência desde cedo, garantindo o melhor desenvolvimento possível. Inspirados na campanha do CDC, buscamos Joana Portolese, neuropsicóloga e pesquisadora associada ao Autismo e Realidade, para desenvolver uma lista de sinais que podem indicar que a criança está no espectro autista:

Primeiros sinais do autismo são visíveis já aos 6 meses de idade

Até 06 meses:
Atenção visual atípica, fazendo pouco ou nenhum contato com o olhar
Preferência por fixar o olhar em alvos muito estimulantes

De 06 a 12 meses:
Atenção atípica aos estímulos, ignorando ou fixando muito em estímulos específicos
Dificuldade em alternar de um estímulo visual para outro
Preferência por fixar o olhar em objetos e seres inanimados, em vez de pessoas

De 12 a 18 meses:
Faz cada vez menos contato visual
Não sorri ou sorri muito pouco para familiares e pessoas de convívio próximo e constante
Não responde ou responde pouco ao ouvir o próprio nome
Pouca resposta a estímulos
Não imita o que vê a sua volta
Poucos gestos comunicativos, e os gestos que realiza não são para se comunicar
Irritabilidade
Respostas sensoriais atípicas, sendo muito sensível ou muito insensível a sons, texturas e luzes

A partir dos 18 meses:
Atraso na comunicação verbal e não verbal
Irritabilidade
Respostas sensoriais atípicas, sendo muito sensível ou muito insensível a sons, texturas e luzes
Não consegue brincar de faz de conta

Pré-escolares:
Falta de interesse em brincar com outras crianças
Falta de empatia
Ausência ou atrasos da fala
Reações pouco previsíveis aos estímulos
Interesses restritos

Escolares:
Resistência extrema a mudanças
Comportamentos repetitivos https://autismoerealidade.org.br/2019/09/12/o-que-sao-as-estereotipias/ em excesso (como se balançar, bater as mãos, etc), sem atenção ao ambiente no entorno
Dificuldade de interação social

Aplicativo e listas de marcos ajudam a acompanhar o desenvolvimento das crianças

Estas características mais comuns do autismo vêm da dificuldade de compreender e responder as demandas sociais e de navegar pelas sutilezas do comportamento. Mas, o acompanhamento dos marcos de desenvolvimento, a identificação dos sintomas e a procura rápida por um profissional facilitam muito no processo de avaliação e desenvolvimento de um tratamento.

A campanha do CDC inclui um aplicativo gratuito para celulares, chamado Milestone Tracker, que funciona como uma espécie de monitor dos marcos de desenvolvimento, com versões em inglês e em espanhol. A agência americana também fez traduções da lista de marcos, dividida por idade, disponível em português.

Mas, vale sempre lembrar que as listas servem para nos ajudar a acompanhar as crianças, mas somente um profissional pode dar um diagnóstico. Por isso, o mais recomendado a se fazer é buscar uma avaliação médica especializada.

Confirmação do diagnóstico precisa ser realizada por um especialista em TEA

Só o especialista em TEA, em conjunto com os testes padronizados de autismo https://autismoerealidade.org.br/2019/11/13/o-que-sao-os-testes-de-autismo/, vai poder avaliar se o fato da criança não ter atingido um marco de desenvolvimento esperado está relacionado ou não ao espectro. Em muitos casos, a suspeita de TEA acaba se revelando um problema mais específico de audição ou de visão. No caso do TEA, nenhuma criança apresenta exatamente os mesmos comportamentos ou conjunto de sintomas. É preciso estar atento ao desenvolvimento de cada um e, ao mesmo tempo, nos estímulos que a criança recebe do ambiente.

Se você identificou alguns dos comportamentos em um conhecido, não deixe de checar a nossa página Instituições de Apoio, que reúne especialistas em TEA em todo o Brasil. Também vale conferir o post da Daiana Camilo, mãe de uma menina autista, sobre como se preparar para a consulta com o neuropediatra

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.