Autistas em isolamento social: o desafio de entreter e educar

15/04/2020TEA no Dia a Dia0 Comentários

Apps ajudam crianças com TEA a passar o tempo brincando e aprendendo na quarentena

A principal recomendação da Organização Mundial de Saúde para conter a pandemia do novo coronavírus é ficar em casa. Parece uma atitude simples, mas é um desafio para pais e mães em todo o mundo. Com escolas fechadas e áreas comuns de prédios com circulação interrompida, a criançada precisa passar o dia todo confinada dentro de casa. Os pais também. E enquanto isso, em muitos casos, precisam manter a rotina de trabalho em meio às tarefas domésticas e à intensa energia infantil.

O Dr. José Luiz Setúbal, inclusive, listou algumas recomendações para organizar a rotina familiar durante o isolamento social. Seguir os horários das atividades escolares e ter pausas para o autocuidado são a base para construir uma nova dinâmica da casa que seja saudável para toda a família.

Além dessas orientações, selecionamos aplicativos criados especialmente para pessoas com TEA que podem ajudar mães, pais e familiares de crianças com autismo a preencher o dia com atividades leves e divertidas que também contribuem para o aprendizado.

App criado em parceria com a APAE-ES complementa o tratamento de TEA

Jade Autism
O Jade Autism é um aplicativo desenvolvido pelo capixaba Ronaldo Cohin, pai de um menino com autismo, com o apoio de profissionais especializados da APAE-ES. Disponível apenas no Google Play, o app é gratuito e funciona a partir de cartões de figuras, estabelecendo jogos de relação entre elas. São mais de 340 exercícios, que se sofisticam a cada rodada. O nível de dificuldade aumenta gradualmente, permitindo à criança identificar relações idênticas e arbitrárias entre os diferentes estímulos expostos na tela. Trata-se de uma aprendizagem necessária para o processo de desenvolvimento, alfabetização e até mesmo para rotinas diárias.

À medida que os exercícios são realizados, o app coleta dados e gera gráficos que podem ser consultados por profissionais para medir o desenvolvimento da criança. A partir destas informações, é possível analisar os pacientes e a possibilidade de novas medidas serem aplicadas para estimular seu desenvolvimento, otimizando o trabalho do terapeuta. Mais de 62 mil crianças autistas usam o app e também instituições como o Instituto Jô Clemente (antiga APAE), como forma de complemento à terapia regular.

Baseado no método TEACCH, app ajuda na alfabetização de autistas

ABC Autismo
Idealizado pela engenheira brasileira Mônica Ximenes, mãe de um menino com TEA, o ABC Autismo é um jogo educativo que pode auxiliar na alfabetização de crianças com transtorno de desenvolvimento. O sistema se baseia no programa TEACCH, criado em 1964, na Universidade da Carolina do Norte (EUA) e usado internacionalmente como apoio na alfabetização de crianças com transtorno de desenvolvimento.

Educativa e divertida, a estrutura do app se baseia em quatro níveis. Nos dois primeiros, os focos são a transferência de imagens ao longo da tela e a identificação de formas e cores. No terceiro nível, as atividades ficam mais sofisticadas, estabelecendo relações entre imagens e formas mais complexas. No quarto nível, letras e palavras entram em cena. São trabalhados conhecimento de vogais, formação de palavras e divisão silábica.

O ABC Autismo está disponível para download gratuito no Google Play e oferece versões em inglês, espanhol e português.

Com sons e animações, app ajuda no desenvolvimento da fala

Fofuuu
A Fofuuu é uma startup focada em jogos interativos que estimulam a linguagem, fundada em 2016. Entre suas sócias está Tricia Araujo, que nasceu com lábio leporino e teve de passar por 14 cirurgias e sete anos de tratamento fonoaudiológico. Há dois apps disponíveis atualmente, o Fofuuu Fono e o Fofuuu. Com visual lúdico e efeitos sonoros divertidos, eles incentivam as crianças a aprenderem a falar enquanto se divertem. Ambos trabalham habilidades de coordenação motora, cognição e processamento auditivo por meio de estímulos multissensoriais.

Criado como apoio para exercitar a fala, o Fofuuu Fono está disponível na App Store e no Google Play, com 15 dias de teste gratuito. O game foi desenvolvido para uso de profissionais de saúde no atendimento de pacientes e permite que a rotina de tratamento seja mantida em casa, mas pode virar uma alternativa divertida e educativa de distração para as crianças.

O segundo app é o Fofuuu, que usa metodologias terapêuticas para auxiliar no processo de aquisição e desenvolvimento de linguagem por meio de sons e animações. É adaptado para quem possui dificuldades de aprendizado, como autismo e Síndrome de Down. Este está disponível apenas no Google Play, com um mês de gratuidade.

Plataforma oferece vídeos, livros e jogos que estimulam o desenvolvimento infantil

PlayKids
A PlayKids é uma plataforma de jogos educativos criada em 2013 e premiada internacionalmente. Presente em 180 países, é uma das líderes globais em conteúdo educativo infantil. A plataforma oferece atividades para crianças de 0 a 6 anos em um ambiente divertido, colorido e vibrante para estimular o desenvolvimento.

Há conteúdos em 7 idiomas diferentes, que atraem mais de 5 milhões de usuários por mês com mais de 3 mil vídeos, 500 livros, 160 atividades educativas e 90 personagens. O app está disponível tanto na AppStore como no GooglePlay. O sistema custa R$ 29 por mês. Existe a opção de um plano anual por R$ 149,90.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *